Governo Federal libera empréstimo para beneficiário do Auxílio Brasil

0
467

A presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques, informou na última terça-feira (04), que o Empréstimo Auxílio Brasil deve começar a ser liberado a partir da última quinzena de outubro, com taxas de juros inferiores a 3,5% teto definido pelo Governo Federal
O empréstimo permite que os beneficiários de programas assistenciais do Governo Federal, como Auxílio Brasil (PAB), tenham descontados de seus benefícios as parcelas dos empréstimos contratados em instituições financeiras habilitadas junto ao Ministério da Cidadania.

As parcelas são descontadas diretamente do benefício todos os meses a juros mais baixos. Essa iniciativa faz parte do Programa Renda e Oportunidade, lançado pelo Governo Federal para alavancar a retomada do emprego e da economia do país.
O empréstimo poderá ser feito pelo responsável familiar da família beneficiária do Auxílio Brasil, diretamente em instituições financeiras habilitadas junto ao Ministério da Cidadania. A parcela do empréstimo pode ser de até 40% do valor do benefício. O pagamento será descontado mensalmente, direto no benefício da família.
Responsáveis Familiares das famílias recebedoras do Programa Auxílio Brasil e titulares do Benefício de Prestação Continuada.

O empréstimo poderá ser feito em qualquer instituição financeira habilitada junto ao Ministério da Cidadania conforme a lista abaixo:
Caixa Econômica Federal
Banco Agibank S/A
Banco Crefisa S/A
Banco Daycoval S/A
Banco Pan S/A
Banco Safra S/A
Capital Consig Sociedade de Crédito Direto S/A
Facta Financeira S/A Crédito, Financiamento e Investimento
Pintos S/A Créditos
QI Sociedade de Crédito Direto S/A
Valor Sociedade de Crédito Direto S/A
Zema Crédito, Financiamento e Investimento S/A

O prazo máximo para pagamento do empréstimo consignado em benefícios do Programa Auxílio Brasil pode ser realizado em até 24 parcelas mensais. A taxa máxima de juros permitida para o empréstimo consignado em benefícios do Programa Auxílio Brasil é de 3,5%. Porém cada instituição financeira pode adotar taxas menores do que essa. Você pode pesquisar esta taxa junto às instituições para verificar qual a melhor proposta para você.
O valor da parcela é descontado automaticamente do valor mensal pago do benefício, durante o prazo contratado.

Ana Flávia Moreira

Deixe uma resposta