Professores Estaduais sofrem com a falta de transporte

0
404

Há cerca de quinze dias, quatro professores da rede estadual de ensino que residem em Buritis e trabalham no Distrito de São Pedro do Passa Três, estão sem o transporte de volta para casa, após concluir seus horários de trabalho. O mesmo acontece há uma semana, porém, sem transporte de ida nem volta, com onze professores estaduais, que residem em Buritis e trabalham na Vila Serrana.

Segundo os professores, o executivo municipal informou que os professores estaduais recebem incentivo rural para ajuda de custos e que não há recursos financeiros disponíveis para o transporte, que é de responsabilidade estadual. O executivo informou também que o repasse feito é insuficiente e não cobre tais custos, e que não há veículo disponível na prefeitura para realizar o transporte dos mesmos.

Os professores que antes iam trabalhar “de carona”, utilizando o ônibus que transporta alunos da rede municipal de ensino, contrariando a Resolução nº45 do FNDE, reivindicam essa decisão que afeta toda a estrutura de deslocamento para o trabalho e de volta para casa, tendo os mesmos que pedir carona na estrada, sujeitando-se aos mais diversos contratempos da profissão.

Na noite desta segunda-feira (22), os professores estaduais estiveram na reunião da Câmara de Vereadores em Buritis, para solicitar ao poder legislativo um automóvel que transporte esses profissionais da educação para o seu local de trabalho. A possível parceria seria feita entre os poderes legislativo e executivo municipal, com a doação de um dos automóveis da Câmara para utilização de transporte dos professores estaduais, sendo o combustível, o motorista e manutenção do veículo, pagos pela prefeitura.

Professores em reunião no Plenário da Câmara Municipal de Buritis – MG

Os vereadores informaram sobre o Projeto de Resolução 08/2018, de autoria da Mesa Diretora de 2018, elaborado no final do ano passado e que trata da doação deste automóvel para utilização em prol do município. Esse Projeto, porém, teve no ano anterior a vereadora Martina da Serraria (DEM) também como autora, e neste ano de 2019, com a mudança da Mesa Diretora e com a formação das novas Comissões, a vereadora não poderá ser relatora na Comissão Permanente de Legislação e Justiça e Redação, de acordo com o Regimento Interno.

O Projeto em questão volta para a Comissão de Legislação e o Presidente da Comissão, nomeará outro relator que emitirá o parecer, deixando o Projeto apto à votação no Plenário da Câmara. O Parecer pode ser de imediato ou num prazo de 15 dias.

O Projeto de Resolução tem por finalidade transferir o veículo que é patrimônio da Câmara para a prefeitura municipal, com um acordo prévio entre os poderes legislativo e executivo, para definir a finalidade da utilização do veículo, no caso, para o transporte dos professores.

O Presidente da atual Mesa Diretora da Câmara, o vereador Branquinho Barbosa (PSDB), mostrou-se favorável ao Projeto. A Vereadora Nílvia Prisco (PRTB) também se mostrou favorável para votação, após verificar a legalidade da execução do mesmo. A vereadora ressaltou o compromisso político em atender as demandas do nosso município.

Para a vereadora Martina da Serraria, é importante o poder legislativo exercer as demandas do povo e ressaltou a importância com a educação, num todo, desde gastos com alunos e professores.  A vereadora criticou a falta de responsabilidade do Estado, que passa cada dia mais responsabilidades para o município, e a preocupação com alunos do Distrito de Passa Três, que também dependem desse transporte para estudar no Polo Universitário de Buritis.

A vereadora Waninha (PT do B) falou sobre a necessidade em atender essa parceria com o poder executivo de imediato, mas é preciso atender às questões jurídicas e de Regimento da casa. O vereador Didé Fernandes (PMB) disse ser preciso rever esse Projeto de Resolução, por se tratar de autoria da Mesa Diretora anterior, para que o mesmo não tenha problemas futuros na votação e execução.

O vereador Carlos Fernando (PDT) se manifestou contrário à doação deste veículo para a prefeitura, por não saber ao certo, do acordo entre as partes envolvidas. Para ele, o veículo deveria ser vendido para a prefeitura e o dinheiro ser doado para a APAE de Buritis, ou ainda, ser leiloado e o dinheiro ser entregue à prefeitura para a compra de um novo veículo, haja visto que o veículo atual, um Fiat Pálio Weekend Adventure 2012, segundo o vereador, precisa passar por revisões e manutenção, devido ao longo tempo de uso.

O Presidente da Câmara, Branquinho Barbosa, citou que a situação do veículo pode ser discutida e facilmente resolvida. Para Branquinho, esta parceria pode vir com certeza a ajudar a sanar o problema do transporte desses professores, afetados diretamente.

Os Vereadores Geldo da Mariquita (PSL), Carlos Fernando e Waninha da Prefeitura, relataram que a cobrança e fiscalização na melhoria do transporte municipal deve ser feita com prioridade e reforçam o pedido de maior preocupação com a educação, e que, segundo o vereador Geldo, uma boa educação reflete em todos os setores da sociedade.

TEXTO E FOTOS: Gilberto Valadares/TV Rio Preto Buritis

Deixe uma resposta