Minas Gerais recebe hoje 561 mil doses da vacina contra a Covid-19

0
679

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou no último domingo (17) o uso emergencial de 6 milhões de doses da Coronavac, vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A Anvisa também aprovou, no último domingo (17), o uso emergencial de 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz).

No entanto, apenas a vacina do Instituto Butantan já está disponível no Brasil. A vacina da AstraZeneca/Universidade deve ser produzida no Brasil, porém, a FioCruz, responsável pela produção do imunizante em território nacional, informou que a fundação ainda depende da chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), insumo importado da China.

A previsão anterior do Ministério da Saúde era de que a vacinação nacional contra o novo coronavírus fosse iniciada na quarta-feira (20). Porém, o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, realizou um evento simbólico para entrega das primeiras doses da vacina Coronavac, distribuídas pelo Governo Federal, nesta segunda-feira (18).

O evento aconteceu em um centro logísitico do Ministério da Saúde, na cidade de Guarulhos em São Paulo, e contou com a participação de governadores brasileiros como Hélder Barbalho (PA), Wellingoton Dias (PI), Fátima Bezerra (RN) e Cláudio Castro (RJ), Ronaldo Caiado (GO), Romeu Zema (MG), Eduardo Leite (RS), entre outros.

A projeção de Pazuello é que todos os estados recebam, até 14h desta segunda-feira (18), as doses da vacina que foram atribuídas a eles, de forma proporcional, pelo Ministério da Saúde.

A logística de distribuição das vacinas será realizada por aviões e caminhões, que compõem uma frota de 100 veículos com áreas de carga refrigeradas. De acordo com o Ministério da Defesa, o transporte das 6 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan será feito por aeronaves da Força Aérea Brasileira e terá o apoio da Associação Brasileira de Empresas Aéreas por meio das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass para o transporte gratuito da vacina.

A vacinação em Minas Gerais

Por meio das redes sociais, Romeu Zema disse que a vacinação no Estado terá início imediato. “Minas Gerais vai receber, inicialmente, 561 mil doses e, assim que elas chegarem ao Estado, começaremos imediatamente a distribuição e aplicação nos grupos prioritários”, declarou o chefe do Executivo Estadual.

Romeu Zema recebe as primeiras doses da vacina Coronavac

Participaram da entrega do 1º lote da vacina contra a Covid-19 aos estados, o governador Romeu Zema e os secretários de Estado de Minas Gerais, Igor Eto (Governo), Carlos Eduardo Amaral (Saúde) e Mateus Simões (Geral).

Ao todo, o Governo de Minas adquiriu, de forma antecipada, 50 milhões de seringas agulhadas. Deste total, 20 milhões foram encaminhadas à Central Estadual de Rede Frios da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), em Belo Horizonte, e distribuídas  em todo o estado por meio das superintendências e regionais de Saúde.

Marcelo Barbosa / Imprensa MG

Além das seringas, o Governo de Minas também adquiriu 617 câmaras refrigeradas para o armazenamento das vacinas. Essa estratégia começou a ser elaborada em setembro do ano passado, por meio do Plano de Contingenciamento para Vacinação contra a Covid-19. As ações da atual gestão estadual asseguraram a compra dos insumos e materiais para garantir mais agilidade na aplicação das vacinas na população mineira.

Alerta

O Governo de Minas também continua orientando a população mineira em relação aos cuidados a serem mantidos para controle da covid-19, em atenção ao aumento dos índices de transmissão da doença. A recomendação é sempre usar máscara, evitar aglomerações e fazer a higienização constante das mãos.

Deixe uma resposta