Folia de Reis: Tradição em Buritis

0
275

A Folia de Reis é uma das maiores expressões culturais brasileiras, uma festa cristã celebrada em todos os estados do Brasil que geralmente acontece do dia 1º ao dia 6 de janeiro, neste último dia comemora-se o dia dos Santos Reis. Nestes festejos, os foliões visitam as casas de porta em porta entoando canções religiosas e lembrando a viagem dos Reis Magos para levar ao Menino Jesus seus presentes de ouro, incenso e mirra.

De acordo com o livro “Raízes e Culturas de Buritis no Sertão Urucuiano” de Oscar Reis Durães, a Folia veio para o Brasil no ano de 1890, vinda de Portugal.

Segundo a tradição, todos se organizam sob a liderança do mestre da folia e seguem com reverência os passos da bandeira, cumprindo rituais tradicionais de inquestionável beleza e riqueza cultural. Por onde a folia passa fartas mesas de comidas e bebidas típicas são oferecidas aos foliões.

As músicas e melodias são compostas por elementos musicais com a presença de vários instrumentos, em sua maioria de confecção caseira e artesanal. Pandeiros, caixas, violões, sanfona, gaita, além da tradicional viola caipira fazem parte das canções religiosas.

Segundo os contos antigos, a percussora da Folia de Reis na região foi Inês Alexandrina Lopes, ao fazer uma promessa para melhorar a sua condição de vida, já que estava viúva de seu primeiro casamento com José Rodrigues da Costa.

Mais tarde Inês casou-se pela segunda vez com José Fonseca Melo. Seus filhos, Jacinto Fonseca Melo e Alexandrino Fonseca Melo foram os que deram continuidade ao ritual festejo.

A Folia de Reis foi aderida no município por Antônio Durães Coutinho (Biá), e Roselverte Antônio Pires (Rosa) na comunidade Pernambuco. O Sr. Biá se tornou alferes, responsável pela bandeira e pela religiosidade e o Sr. Rosa tornou-se o guia, responsável pela elaboração de ritmos e letras das tão conhecidas catiras e corraleiras.

Com o falecimento de Antônio Durães, o Biá, a tradição da Folia de Reis foi passada de geração em geração por sua numerosa família. De acordo com um dos integrantes da família Família Durães, a tradição da folia se mantém a mais de 200 anos.

Hoje seus filhos, netos e bisnetos realizam todos os anos, no mês de janeiro, a Folia de Reis. Atualmente, a folia é dirigida por três de seus filhos, Vitalino Fonseca Durães, Adalcino Fonseca Durães (Dalú) e Salvador Fonseca Durães.

A folia é uma festa de grande expressão cultural no município, além deste grupo, há outros grupos que expressam bem essa tradição, como o grupo de foliões da comunidade Banco da Terra, com a família do Sr. Simões e da comunidade da Vila Rosa, com o grupo de foliões do Divino Espírito Santo.

Os festejos acontecem em vários povoados, assentamentos e comunidades rurais, por familiares, apoiadores e admiradores da cultura urucuiana em Buritis.

Confira o Programa Dedo de Prosa – Festas tradicionais, sobre a Folia de Reis em Buritis.

Texto: Lívia Alves

Fonte: Oscar Reis Durães – Raízes e Culturas de Buritis no Sertão Urucuiano.

Deixe uma resposta