Servidores estaduais da educação estão em greve desde a última quarta – feira (16)

0
573

Servidores públicos estaduais da educação entraram em greve desde a última quarta – feira (16) devido ao atraso salarial por parte do governo do estado de Minas Gerais e o parcelamento dos salários de todos os servidores da educação.

Desde o dia 23 de abril, a educação está em estado de greve e com deliberação, em assembleia estadual, de paralisações sempre que a categoria considerar importante fazer as mobilizações.

Diante da situação de não pagamento da primeira parcela do salário referente ao mês de abril, previsto para última quarta – feira (16), data informada pelo próprio Governo, o Sindicato convocou paralisação geral e manutenção da paralisação até o pagamento da primeira parcela dos salários.

O governo realizou o pagamento da primeira parcela neste dia 18/05 e a paralisação se encerrará nesta data. A previsão para que as aulas voltem ao normal próxima segunda – feira (21).

O SIND UTE/MG – Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais diz que convocará mobilizações e paralisações de acordo com a necessidade dos servidores.

A categoria cobra o fim do parcelamento dos salários e dos atrasos no depósito dos vencimentos, o pagamento dos salários no 5º dia útil de cada mês. O parcelamento salarial foi uma medida adotada pelo governador Fernando Pimentel (PT) devido as dificuldades financeiras.

Os servidores que ganham até 3 mil o governo realiza o pagamento integral do salário, aqueles que ganham de 3 a 6 mil o pagamento é feito em duas parcelas, já os servidores que ganham mais de 6 mil o salário chega a ser parcelado em até três vezes.

FONTE: SIND UTE/MG

Deixe uma resposta